Segundo Livro das Crônicas (2Cr) - Capítulo 12

1INFIDELIDADE DE ROBOÃO
Quando se consolidou seu reinado e ele se sentiu forte, Roboão abandonou a lei do Senhor e todo o Israel com ele.
2No quinto ano do reinado de Roboão, por causa da infidelidade ao Senhor, Sesac, rei do Egito, subiu para atacar Jerusalém.
3Trouxe mil e duzentos carros e sessenta mil cavaleiros. As tropas que vinham do Egito eram incontáveis, com gente da Líbia, de Suc e da Etiópia.
4Sesac tomou as cidades fortificadas de Judá e chegou até Jerusalém.
5O profeta Semeías se dirigiu a Roboão e aos notáveis de Judá, que, fugindo de Sesac, se tinham reunido em Jerusalém. Disse-lhes: ?Assim fala o Senhor: Vós abandonastes a mim. Agora, por minha vez, eu vos abandono nas mãos de Sesac?.
6Os notáveis de Judá e o rei se humilharam e disseram: ?O Senhor tem razão?.
7Quando o Senhor viu que se humilharam, a palavra do Senhor veio a Semeías nestes termos: ?Porque se humilharam, não os destruirei. Vou dar-lhes uma chance. Não derramarei sobre Jerusalém toda a minha ira pela mão de Sesac.
8Mas ficarão sujeitos a ele, para que assim aprendam qual a diferença entre servir a mim e servir a reinos estrangeiros?.
9Sesac, rei do Egito, subiu a Jerusalém e se apoderou dos tesouros do templo e dos tesouros do palácio real. Levou tudo, inclusive os escudos de ouro feitos por Salomão.
10Para substituí-los, o rei Roboão mandou fazer escudos de bronze, confiando-os à guarda dos chefes da escolta que ficava no posto à entrada do palácio real.
11Toda vez que o rei se dirigia à Casa do Senhor, a escolta levava os escudos, depositando-os depois novamente na sala de guarda.
12Por Roboão ter-se humilhado, afastou-se dele a ira do Senhor, que não o aniquilou totalmente. De resto, em Judá também havia muita coisa boa.
13FIM DE ROBOÃO
O rei Roboão firmou-se no poder em Jerusalém e continuou a reinar. Roboão tinha quarenta e um anos quando iniciou seu reinado. Reinou dezessete anos em Jerusalém, cidade que o Senhor escolhera dentre todas as tribos de Israel para nela tornar presente o seu nome. A mãe de Roboão chamava-se Naama e era natural de Amon.
14Ele praticou o mal, não se preocupou em buscar o Senhor.
15As atividades de Roboão, das primeiras até as últimas, estão escritas nas crônicas do profeta Semeías e do vidente Ado. Durante todo o tempo havia guerras entre Roboão e Jeroboão.
16Ele adormeceu junto a seus pais e foi sepultado na Cidade de Davi. Seu filho Abias tornou-se rei em seu lugar.

Capítulos