Livro dos Provérbios (Pr) - Capítulo 4

1ADQUIRE A SABEDORIA
Escutai, ó filhos, a instrução de um pai e ficai atentos, para aprender a prudência:
2eu vos darei uma doutrina excelente, não abandoneis a minha lei.
3Eu também, para meu pai, me portei como filho, por minha mãe acarinhado como filho único.
4Ele me ensinava e dizia: ?Teu coração acolha as minhas palavras, guarda meus preceitos, e viverás.
5Adquire a Sabedoria, adquire a prudência, não te esqueças das palavras de minha boca nem delas te afastes.
6Não abandones a Sabedoria, e ela te guardará; ama-a, e ela te protegerá.
7Este é o princípio da Sabedoria: adquire-a e, com todos os bens que possuis, adquire a prudência!
8Arrebata-a, e ela te exaltará; se a abraçares, serás por ela glorificado.
9Ela porá em tua cabeça um diadema de graça, e te cingirá com uma brilhante coroa.?
10AS DUAS VIAS
Meu filho, ouve e acolhe as minhas palavras, e os anos de tua vida se multiplicarão.
11Eu te mostrei as vias da Sabedoria e te conduzi pelos caminhos da eqüidade:
12se entrares por eles, teus passos não se deterão; se correres, não encontrarás obstáculo.
13Apega-te à disciplina, não a deixes! Conserva-a, porque ela é a tua vida!
14Não entres nos atalhos dos ímpios, não percorras o caminho dos maus.
15Evita-o, não passes por ele; afasta-te e deixa-o de lado.
16Pois eles não dormem sem terem feito o mal; chegam a perder o sono se não fizeram alguém cair.
17Comem o pão que ganharam com a impiedade e bebem o vinho que é fruto da iniqüidade.
18A vereda dos justos, ao contrário, é como luz esplêndida, que surge e cresce até tornar-se pleno dia.
19O caminho dos ímpios é tenebroso: não sabem onde irão tropeçar.
20Meu filho, escuta as minhas palavras e dá ouvido às minhas sentenças.
21Que elas não se afastem de teus olhos: pelo contrário, guarda-as no fundo do coração:
22elas são vida para os que as encontram e saúde para todo o seu corpo.
23Com todo o cuidado guarda teu coração, pois dele procede a vida.
24Afasta de ti a boca perversa e lábios maldizentes estejam longe de ti.
25Teus olhos olhem o que é reto e tuas pálpebras se dirijam para a frente.
26Observa a vereda dos teus pés, e todos os teus caminhos serão seguros.
27Não te desvies para a direita nem para a esquerda, mas afasta do mal os teus pés.

Capítulos